Dezembro Laranja e o Cuidado contra o câncer de pele

O Dezembro Laranja chegou. O Blogueiras Negras já falou sobre a pele negra exposta ao sol, explicando que essa relação pode ser muito complexa e profunda.

Muitas de nós precisamos lembrar, para além de qualquer cuidado, levamos nossas vidas em baixo desse mesmo sol, pela necessidade de ganhar o pão, pela falta de informação e acesso. Outras, por conta da necessidade imposta de se tornar o mais branco possível, evitam esse mesmo sol que castiga, mas que também pode ser carinho.”

O Dezembro Laranja precisa ficar mais preto, só dizendo

Decidi falar sobre isso por causa de mais uma mês colorido, o Dezembro Laranja. Sinceramente não gostei muito da associação, porque o “laranja” não me faz imediatamente lembrar do sol, mas da cor de algumas mulheres brancas e seus bronzeadores artificiais. Porém, o assunto muito me interessa e acredito que é importante falar disso aqui. Afinal, a campanha da Sociedade Brasileira de Dermatologia “busca alertar a população sobre a prevenção do Câncer de Pele – o tipo de câncer mais frequente no Brasil correspondendo a cerca de 30% de todos os tumores malignos registrados no país.”

Créditos: Guphy

Infelizmente ainda são poucas as mulheres negras mostradas nos materiais da campanha e temo dizer que também não são consideradas nos textos produzidos para ela. Sabemos que 60,17 % dos casos são de mulheres mas quantas são negras? A Sociedade Brasileira de Clínica Médica alerta que pessoas negras tendem a desenvolver os casos mais graves da doença, falando sobre a importância do diagnóstico precoce.

Lembrando que o câncer de pele é responsável por um terço das mortes pela doença, é mais que urgente pensar alternativas para evitar o problema quando possível. Durante o Dezembro laranja e o ano todo.

Sobre o câncer da pele

Este tipo de câncer é provocado pelo crescimento anormal das células que compõem a pele. Existem diferentes tipos de câncer da pele que podem se manifestar de formas distintas, sendo os mais comuns denominados carcinoma basocelular e carcinoma espinocelular – chamados de câncer não melanoma – e que apresentam altos percentuais de cura se diagnosticados e tratados precocemente. Um terceiro tipo, o melanoma, apesar de não ser o mais incidente, é o mais agressivo devido à sua alta possibilidade de provocar metástase (disseminação do câncer para outros órgãos). Quando descoberta no início, a doença tem mais de 90% de chance de cura.“, informam os profissionais da A UPAE Garanhuns em Pernambuco numa ação especial para o Dezembro Laranja.

De forma prática, dermatologistas indicam que ao observar sinais disformes, que doam ou incomodem, feridas que não saram, ou qualquer dúvida sobre sua pele, procure um médico para, quem sabe, diagnosticar câncer de pele nos primeiros estágios de desenvolvimento e iniciar tratamento com mais chance de cura.“, prosseguem.

Não tem tempo ruim para ao filtro solar

Nem todos temos acesso a computadores mas ficar de olho nos índices de radiação ultravioleta na sua cidade pode ser um caminho de conscientização. Em São Paulo por exemplo, informa o Climatempo, é mais ou menos assim. Não entendi direito a variação de moderado para baixo, mas dá para ver que depois das 16h00 o bicho pega. E nessa hora de sábado e domingo, tem muita gente nas ciclovias e nos parques por exemplo, mesmo nos dias de chuva como hoje.

Então, não tem tempo ruim e muito menos idade para quem pode passar filtro solar.

Minha amiga Betina Paixão, que é esteticista e já compartilhou sua estória com a gente, me disse que mesmo a luz dos equipamentos pode causar dano à pele, então eu e você deveríamos estar protegidas mesmo quando ficamos dentro de casa usando o computador.

O que não fazer o ano todo

Existem algumas opções de cuidado, que são as barreiras contra a luz através de tecidos que naturalmente oferecem proteção contra a radiação. Um deles é a poliamida, e justamente por isso você percebe que ficou com marquinhas de sol na pele onde a roupa não cobriu. O mais legal desse método é que não precisa se preocupar em comprar aquelas roupas caras que vem escrito bem grande “tem proteção UV”.

Basta usar uma peça comum de manga comprida e arrasar por ai. O fator de proteção é de até 7 vezes, subindo para 30 nos tecidos “tecnológicos”. Mas é uma boa alternativa, mesmo nos dias nublados, é bom lembrar. Quem nunca se queimou depois daquele dia de mormaço em que a gente jurava que estava tudo bem só que não.

Créditos: Giphy

O boné é outra coisa de deus. Use e abuse. E aqui o que não fazer, né. Não use óculos de sol que não tem proteção solar. Podem ser mais baratos mas na dúvida, não use. É que eles deixam as pupilas mais abertas e prejudicar a visão. Não dá câncer de pele mas é muito importante dizer. Se você é corredora ou ciclista prefira aqueles modelos transparentes, que protegem do vento e da poeira durante o exercício sem deixar seu olhos mais vulneráveis.

Evite as misturinhas milagrosas para se bronzear rapidamente, porque bronzeamento bom leva tempo e não descasca horrivelmente. Sim, gente preta também descasca! O ideal é seguir, quando possível, a recomendação de evitar tomar sol entre as 10 e 17 horas. Caso você queira muito pegar aquela praia ou precise se expor ao sol por causa do seu trabalho e não quer usar manga comprida, procure investir num filtro solar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You May Also Like