Tomar remédios não deve ser um problema. Vamos ao que interessa.

O assunto de hoje é aquela pessoa como eu que não gosta de tomar remédios. Mas sabe que não pode ficar sem eles. Só que espera um pouco. Não estamos falando dos sem noção viu. Em outras palavras, o assunto aqui é quem teve uma experiência traumática e desconfortável ao tomar remédios… Dessas pessoas que chegam a ter tanta agonia na hora de tomar um comprimido ou uma injeção que não conseguem se tratar direito.

Falo com conhecimento de causa. Tomar remédios para mim é uma experiência que lembra momentos de tristeza e não de cura. É traumático lembrar quando que tive de ser intensamente medicada, sem que minha autonomia e necessidades fossem respeitadas. Então saiba, o que você sente não é estranho para mim. Mas existem algumas soluções que tem me ajudado a integrar a medicação na minha rotina de cuidado. Quero compartilhar com você.

Não consegue deixar de lado as experiências difíceis?


Solução: Mantenha o foco no que interessa

Foco

A gente sabe que seu porblema não é frescurinha. Entretanto vamos dar a real. Imagina se você não pudesse se tratar, poderia ser bem pior, não é mesmo? Por isso se você pode comprar os remédios que precisa, jogue sua mão para ao céu e se lembre o quanto você batalhou por eles. Remédios não caem do céu, lembre que custaram dinheiro. Então mantenha o foco no que interessa: você tem a oportunidade de se tratar.

Você vive arrumando desculpas para não se tratar?


Solução: Estabeleça estratégias contra a sabotagem

Vamos lutar.

Não carrega os remédios na bolsa, perde o horário, finge que não é com você? Então lembre-se que a falta de tratamento faz mal a você. Mapeie suas desculpas e estabeleça soluções para cada uma delas. Como? Planejando seus horários e refeições para que a coisa ande da melhor maneira possível, por exemplo. Ou ainda, reconhecendo que precisa tomar remédios quando faz aquela viagem de trabalho…

Abandona o tratamento com facilidade?


Solução: Não tenha medo de recomeçar

Isso será um pouquino diferente

Certamente quando a gente não gosta de tomar remédios, possivelmente temos um bom motivo para isso. Assim, procure lembrar que você não está vivendo o mesmo momento, as mesmas circunstâncias e a mesma experiência. Mesmo que ontem a coisa toda não tenha andado, hoje pode ser diferente. Nunca perca a oportunidade de se cuidar.

Vive sem tomar remédios, mas não conta pra ninguém?


Solução: Peça e aceite ajuda

sim garota

É sempre bom ser cuidada. Mas o melhor é não ter vergonha de fazer isso. Não ter vergonha de dizer que precisa de ajuda.

Conte para as pessoas à sua volta qual é a sua relação com os remédios, se você tem medo de ter de tomar remédios para sempre por exemplo. Diga inclusive se elas representam perigo para você. Que gatilhos estão envolvidos. Respeite seus limites e siga em frente. Se você não gosta de tomar remédios, este pode ser um ótimo caminho.

A verdade é que fácil não é, mas tem remédio pra quem não gosta de tomar remédios. Espero que essas estratégias te ajudem a ter uma rotina de cuidado mais adedequada aos seus desejos e necessidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Related Posts